*Este blog não é canal oficial para nenhum grupo ou personalidade; não visa atrair nenhum indivíduo ou grupo para fazer parte de qualquer grupo. Liberdade, Soberania e Abundância ilimitada para todos. Confie na sua intuição e procure sempre a validação ou não das informações postadas aqui em outras fontes. Você é o único dono de sua Energia (corpo.mente.alma.emoções), da sua Vida e o único Senhor de Si Mesmo, com a bênção do seu Criador.*

sábado, 7 de setembro de 2013

ISON (1)

Diversos pontos de vista:

1. G1 – Observatório – Cássio Barbosa (em 02.agosto.2013).

2. NASA vídeo com ótima legenda em português.

3. Tolec, do Conselho de Andrômeda (em 30.agosto.2013).

4. Pa'al, da Federação Galáctica dos Planetas, através de Tanaath, da Legião Prateada (em 05.set.2013)

1. G1 – Observatório – Cássio Barbosa (PhD e pós-PhD em astronomia) - 02/08/2013

" ISON, o chabu do século?

Em setembro de 2012 dois astrônomos russos descobriram um cometa que acabou batizado de C/2012 S1 ISON (apenas ISON, para os íntimos). Após sua órbita ser calculada, ficou bem claro que o ISON passaria muito perto do Sol, na verdade, a uma distância de 1,3 raios solares do seu centro. A esta distância o cometa passará pela atmosfera solar, uma região rarefeita mas muito quente do Sol chamada coroa solar.

Além disso, o cometa mostrou uma curva de brilho bem peculiar. A uma distância muito grande, além da órbita de Júpiter, ele já estava muito brilhante. Se essa curva de brilho se mantivesse, a expectativa era de que o ISON se tornasse tão brilhante quanto a Lua Cheia quando passasse perto da Terra no final do ano. Com uma expectativa dessas, o ISON logo ganhou o apelido de “cometa do século”.

Mas…

Nesta semana o especialista em cometas Ignacio Ferrín da Universidade de Atioquia (Colômbia) publicou um estudo não muito auspicioso para quem está esperando um show cósmico no final deste ano.

Usando as últimas observações disponíveis, que datam aí de um, um mês e meio atrás, Ferrín mostra que o comportamento do ISON está bem peculiar. Ao se aproximar do Sol, o brilho do cometa vinha aumentando, como era de se esperar. Entretanto, mais ou menos pelo meio de janeiro, sua curva de brilho mostrou o que foi chamado de “evento de desaceleração”, ou seja, desde então o brilho do cometa ficou constante. Durante 132 dias depois deste evento, mesmo chegando cada vez mais perto do Sol, o brilho do cometa permaneceu o mesmo. Este fato foi observado até mais ou menos junho, quando o cometa se posicionou na linha de visada do Sol. Por causa das posições relativas entre o Sol, a Terra e o ISON, ele está muito próximo do Sol no céu, o que impede novas observações e, por consequente, a confirmação desta tendência. Atualmente o ISON está a uma distância de 390 milhões de km do Sol e 540 milhões de km da Terra.

Uma explicação para esse efeito peculiar é que o núcleo do ISON é na verdade pobre em elementos voláteis, sobretudo água. Ou ainda que, depois de evaporar uma grande camada de gelo, agora exista uma camada de rocha ou de poeira não volátil que esteja impedindo a evaporação do material por baixo dela.

Este comportamento já foi observado antes no cometa Honing, que em 2002 manteve seu brilho constante por 52 dias e após isso se desintegrou sem deixar nenhum rastro observável. Já os prognósticos para o ISON são mais duros.

Chegando a passar pela coroa solar, o cometa estará sujeito à temperaturas da ordem de 2.300°C, o suficiente para derreter ferro. Além disso, as forças gravitacionais serão muito intensas, capazes de despedaçar o núcleo facilmente, principalmente se houver muito gelo por debaixo de uma camada rochosa, como propõe Ferrín.

Antes da passagem pelo periélio, o ponto da órbita mais próximo do Sol em 28 de novembro, haverá uma pequena janela de observação entre os dias 7 de outubro e 4 de novembro. Nesta janela, será possível ter uma idéia do comportamento do ISON de modo a avaliar como está o brilho do cometa – se ainda houver cometa! "

2. NASA vídeo com ótima legenda em português.


Clique (na barra inferior do vídeo) em “Ativar legendas”. Clique em “Traduzir legendas”. Escolha legenda em “Português”.

3. Tolec, do Conselho de Andrômeda (Comunicado de 30.agosto.2013).

>>> Comunicado: 30.8.2013. Quanto ao suposto - "Cometa Ison". Não é um cometa. É uma nave de grandes proporções operada pelas forças da Federação Galáctica (NT: ou Federação Galáctica dos Planetas; não Federação Galáctica da Luz), seu nome abreviado é Xanterexx. Esta nave é uma das naves principalmente e especificamente utilizadas para visitação de mundos... onde o primeiro contato está prestes a ser estabelecido.

Expectativa de chegada no sistema solar (sistema “sol”), no "espaço" Terrestre & em uma orbita bastante alta sobre nosso planeta, em um futuro breve. Considere este avistamento como outro grande prenúncio das muitas mudanças que estão para acontecer neste planeta! <<<

4. Pa'al, da Federação Galáctica dos Planetas, comunicando-se através de Tanaath, da Legião Prateada (em 05.set.2013)

"" Palavras de Pa'al , da Federação Galáctica dos Planetas

por Tanaath em 05/9/2013

À luz da informação divulgada por Tolec , nós pedimos a Pa'al , chefe da Federação Galáctica dos Planetas , para comentar a situação . Suas palavras, telepaticamente transmitidas para mim são as seguintes:

>>> Saudações;

Fui solicitado a esclarecer com relação à Tolec e o Conselho de Andrômeda. O Conselho Andrômeda tem sido nosso aliado por muitos milhares de anos. Tolec do mesmo modo tem sido um amigo, tanto a nível profissional, assim como também as vezes, a nível pessoal. No entanto, apesar da nossa estreita relação de trabalho, com o Conselho de Andrômeda, eles não falam por nós.

Como Tolec enfatizou várias vezes durante seus pronunciamentos na Terra, ele é o legítimo representante designado do Conselho de Andrômeda. Ele não é, no entanto, autorizado a falar em nome da Federação Galáctica dos Planetas. Esse papel cabe a Sunfire, a nossa representante encarnada e conscientemente ativada; ou a Tanaath, nos caso de telepatia direta, como agora. O Conselho de Andrômeda e Tolec não falam pela Federação Galáctica de Planetas.

No que se refere ao Cometa Ison, a verdade é que nós não sabemos neste momento quem o enviou ou por quê. Ele muito certamente não é nosso, visto não termos necessidade de algo que vem usando uma trajetória balística viajando a velocidade abaixo da velocidade-da-luz, independentemente da dimensão. Todos os nossos aliados e os membros têm tecnologia suficiente para colocar uma nave no sistema em questão de horas, sem a necessidade do tempo de trânsito prolongado de um cometa. Este nome “Xanterexx“ não é um termo ou abreviação de qualquer termo conhecido por nós.

Independentemente de quem o enviou ou porque, se aparentar aproximar-se em má intenção, nós nos apresentaremos em oposição a ele. Isso eu posso prometer. Nós estamos dispostos a morrer antes de permitir que qualquer ameaça como esta cause qualquer mal a vocês.

Nós não sabemos por que o Conselho de Andrômeda, caso tenham dados sobre este cometa, optaram por não compartilhá-los conosco, seus aliados e parceiros na libertação deste sistema. O fato, é que eles não disseram nada a nós sobre Ison, especialmente nada do que tem sido relatado via Tolec ao público da Terra.

Nós não dizemos ao Conselho Andrômeda como se comunicar com seu representante encarnado. Questões de proteção e de comunicação com encarnados são deixadas para seus grupos "pais", principalmente para os seus próprios membros familiares. O Conselho de Andrômeda tem seu próprio modo de proteger Tolec. Nossos padrões de proteção aos nossos encarnados, e garantias que suas linhas de comunicação permaneçam intactas, são diferentes dos utilizados pelo Conselho de Andrômeda.

Eu certamente entendo que este assunto suscitou confusão e incerteza em quem examina a informação apresentada pelo Conselho de Andrômeda via Tolec, e a informação apresentada pela Federação Galáctica dos Planetas via Sunfire e via Tanaath . Neste caso, para aqueles que não estão buscando encontrar a verdade dentro de si mesmos, esta parece ser uma questão de “ele disse/ela disse” e deste modo algo que absolutamente não pode ser provado ou verificado. No entanto, peço-lhes para olharem para dentro de si mesmos. Usem a lente de seu próprio discernimento neste assunto. Não tenham medo de estarem “errados”. Em vez disso, serem guiados por seus próprios corações e almas. As palavras dos outros podem sinalizar, mas cabe a vocês trilharem os seus próprios caminhos.

Esta é, espero, a última vez, que fui solicitado a falar sobre este assunto. Fiquem bem, todos vocês. <<< ""

***
traduzido e postado por contato estelar.