*Este blog não é canal oficial para nenhum grupo ou personalidade; não visa atrair nenhum indivíduo ou grupo para fazer parte de qualquer grupo. Liberdade, Soberania e Abundância ilimitada para todos. Confie na sua intuição e procure sempre a validação ou não das informações postadas aqui em outras fontes. Você é o único dono de sua Energia (corpo.mente.alma.emoções), da sua Vida e o único Senhor de Si Mesmo, com a bênção do seu Criador.*

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Reunião com o Conselho das Antigas Civilizações Separatistas Subterrâneas...Reuniões de 03 e 04 de setembro de 2015.

Atualização de Corey Goode em 23 .9 .2015

Reunião com o Conselho das Antigas Civilizações Separatistas Subterrâneas & Relatório de Inteligencia do PES – Parte I - “ A Terra Subterrânea “ - Reuniões de 03 e 04 de setembro de 2015.

['Antigo' aqui tem o significado de: 'Pertencente a um passado distante'.]

Titulo original: “Ancient Earth Break-Away-Civilization Subterranean Council Meeting & SSP Alliance Debrief Part I - "Honeycomb Earth" - Meetings of September 3rd and 4th, 2015

Texto original no link abaixo:

*


tradução, comentários [ ] e postagem de contato estelar.

- - -


A existência de um programa espacial secreto tem sido meticulosamente e cuidadosamente escondido do publico americano e do mundo por mais de 75 anos.

Como você sabe - se você tem lido este site ou assistido nossa série CosmicDisclosure na GaiamTV - eu cresci em um mundo que esta além dos limites da imaginação da maioria das pessoas de modo que considerariam minhas experiencias como ficção.

A maior parte dos entusiastas de OVNIS acreditam que o governo americano obteve tecnologia ET na queda do OVNI em Roswell em 1947, quase 70 anos atrás. Muitos ainda acreditam que estas naves sofreram engenharia reversa e isto proporcionou a possibilidade [tecnológica] de facilmente viajarmos por nosso sistema solar e além.

Mesmo com a rudimentar tecnologia de foguetes dos anos 1960, fomos capazes de enviar pessoas a lua , pousar e dirigir 'rovers' na sua superfície.

No entanto pessoas ainda tem muita dificuldade em imaginar que as nossas próprias naves através daquela engenharia reversa voaram até a lua, marte e outros lugares e foram usadas para construir lá mesmo bases com material local.

É possível que um PES tem existido sem o nosso conhecimento? Com certeza.

O Projeto Manhattan desenvolveu a bomba nuclear. Este projeto funcionou por sete anos, empregou mais de 120.000 pessoas, utilizou múltiplas instalações secretas por todos os EUA, e praticamente nenhuma das pessoas empregadas neste projeto sabia no que estavam trabalhando até que as bombas foram detonadas.

Lembre-se: nenhuma das pessoas envolvidas vazou informações. Nenhuma. Nunca. O castigo por revelar algo era tão assustador que garantia obediência absoluta. Deste modo é totalmente possível que um programa mais avançado possa ter sido gerado, em uma escala muito maior, e existir até os dias de hoje – sem o conhecimento do publico.

Eu garanto a você: O Programa Espacial Secreto - PES é um fato concreto. As bases [fora da Terra] estão lá. São grandes em tamanho, escopo e tecnologia. Nosso planeta está agora sofrendo uma grande depressão [econômica] devido a maior parte de nossas riquezas ter sido canalizada para construir esta vasta infraestrutura interplanetária.

O “Ônibus Espacial” custou a NASA 209 bilhões de dólares para ser lançado em 2009? Não. Os bombardeiros Stealth realmente custaram dois bilhões de dólares cada um para serem construídos? Não. Dois trilhões e 100 bilhões de dólares realmente simplesmente “desapareceram” do Pentágono, como declarou Donald Rumsfeld um dia antes do “11 de setembro” ?

[Ás vésperas do 11/9 Rumsfeld declarou publicamente que 2.1 trilhões de dólares desapareceram das contas do Pentágono, ninguém sabia que fim levou o dinheiro. Ficou por isso mesmo. Ninguém sabe de nada…]

Eu vi com os meus próprios olhos as vastas e resplandescentes instalações que nosso dinheiro construiu - através de janelas e painéis de avançadas naves espaciais. Eu pousei com estas naves e andei nestas bases. Eu conheci pessoas que trabalham e moram lá. Eu vi seus rostos e falei com elas do mesmo modo como estou falando com vocês agora.

Existem milhões de pessoas, originalmente nascidas na Terra, que compartilharam minhas experiências. Infelizmente praticamente nenhuma delas veio a frente até agora – visto que a ameaça de fazer algo assim pode ser letal e é praticamente impossível retornar a Terra uma vez que tenha entrado neste mundo.

Muitas pessoas que tem sido parte deste mundo tiveram suas memórias apagadas e novas memórias implantadas para então voltarem a viver vidas comuns. Algumas das pessoas que tiveram estas fantásticas memórias e experiências apagadas são exatamente alguns dos maiores céticos.

Nós rapidamente descobrimos que o nosso sistema solar está repleto de civilizações inteligentes – de muitas diferentes origens. Algumas são extremamente benevolentes. Algumas são extremamente negativas e outras estão apenas visitando, sem tomar partido.

A razão pela qual muitos diferentes tipos de OVNIS tem sido avistados é porque existem muitas, muitas civilizações operando no nosso espaço aéreo – com uma enorme diversidade de tecnologias disponíveis para eles.

O PES tem sido propriedade e é controlado por uma expressão muito negativa do nosso planeta - um culto intergeracional que remonta no mínimo ao Império Romano. Muitos tem chamado estes ”Sindicatos dos Governos Secretos da Terra” [“Secret Earth Government Syndicates “] de Illuminati ou Cabal.  O objetivo / negocio principal é construir hiper avançada tecnologia - e eles se tronaram muito bons nisso. Por mais impossível que pareça, me foi dito que eles estão engajados em comércio regular com mais de 900 civilizações inteligentes.

Se qualquer um aparecer com qualquer coisa mais avançada e melhor do que eles tem, eles rapidamente vão encontrar um meio de obter esta tecnologia – não importa os meios brutais ou antiéticos necessários.

Visto que estes sindicatos dos governos secretos da Terra tem crenças espirituais muito negativas, eles se aliaram ao mais maligno e poderoso grupo ET de todos - uma confederação de raças humanoides reptilianas conhecida como os Dracos.

É triste mas um fato concreto que a grande maioria dos que se juntam ao PES são forçados a participar em brutais e terríveis situações com o objetivo de garantir que nunca escapem, e se escaparem nunca falem. Eu fui pessoalmente forçado a participar de muitas situações profundamente traumáticas que para sempre alteraram minha perspectiva da realidade.

Muitos anos atrás uma aliança foi formada dentro deste grupo [dissidentes dentro do PES] para restaurar paz e liberdade no nosso planeta e liberar as maravilhosas tecnologias que estão escondidas – no entanto inúmeros grandes obstáculos foram encontrados.

Por muitos anos os filmes de Hollywood, financiados por estes mesmos interesses corporativos, nos inundaram com filme após filme sobre invasões alienígenas. E todos estes visitantes eram apresentados como brutais, terríveis vilões que deveriam ser destruídos a qualquer custo.

Estes filmes tinham o propósito de semear em nossa consciência coletiva medo e terror - um ódio xenofóbico de qualquer civilização inteligente que não fosse a nossa.

O plano era de finalmente nos atingir com um grande evento [tipo um] “11 de setembro extraterrestre” com grandes armadas de naves '‘extraterrestres’'. Neste evento eles eliminariam qualquer lugar ou país que fizesse oposição - simplesmente arrasariam estes lugares. A 'fênix' que eles esperavam ressurgisse das cinzas seria uma Nova Ordem Mundial planetária [“New World Order”] para lutar contra esta chamada ameaça extraterrestre.

É claro que na verdade seriam eles que estariam no controle de toda esta operação falsa. Este era o plano. No entanto eles fracassaram em perceber que civilizações ETs benevolentes os mantinham na 'rédea curta' e nunca permitiriam que estes planos fossem colocados em execução.

Uma gigante esfera do tamanho de Netuno entrou no nosso sistema solar nos anos 1980. Foi confrontada pelo nosso pessoal [o Solar Warden na época] e solicitada a ir embora. O que a esfera fez prontamente. [No entanto] Mais esferas começaram a aparecer no final dos anos 1990 e início dos anos 2000.

Então, aproximadamente no ano 2012, mais de 100 esferas chegaram. Eram de tamanhos colossais. Dos tamanhos das circunferências da Lua, de Netuno e de Júpiter. Os Seres associados a estas esferas eram [são] extremamente avançados. Eles não necessitam de tecnologia para viajar pelo universo e alcançar quaisquer de seus objetivos. Mesmo para os ETs mais avançados em contato com o PES, estes recém-chegados estão em outro patamar, muito mais avançados.

O PES acreditava que estes benevolentes ETs [das Esferas] estavam 'amarrados' a uma 'Primeira Diretriz' [ver https://pt.wikipedia.org/wiki/Primeira_Diretriz_(Star_Trek) ] que os impediria de intervir. Por muitos anos isto foi verdade. Esta Primeira Diretriz sempre existiu na verdade para a nossa própria proteção – de modo que estes grupos negativos na verdade nunca pudessem completamente conquistar o nosso planeta.

DavidWilcock tem trabalhado desde meados dos anos 1990 para divulgar a realidade maior em que estamos imersos e assim tem tido contato com muitos informantes com surpreendentes conhecimentos profundos destes assuntos secretos.

Depois que comecei a revelar minhas informações para ele, e descobrir inúmeras conexões com o que outros informantes passaram a ele, uma montanha-russa de eventos inesperados me levou a vir a frente e revelar meu verdadeiro nome e identidade para o mundo – a um grande custo pessoal.

Apenas alguns meses após isto acontecer, os Seres destas Esferas contataram o PES e me solicitaram pelo nome. Eu não trabalhava para eles desde muitos anos e isto foi o mais profundo evento que alterou a minha vida, desde que fui inicialmente contatado pelos Azuis [Blue Avians] um pouco mais do que quatro anos antes.Sem protocolos ou papelada, e eu estava de volta a um mundo com o qual eu tive pouco contato desde os 1980s.

De repente, eu estava sendo solicitado a falar em nome destes Seres - a Aliança das Esferas - como seu Delegado. O que incluía me dirigir ao PES assim como a um grupo - de mais de 40 diferentes civilizações inteligentes - conhecido como a Super Federação, que tem em curso 22 programas genéticos diferentes

Mais uma vez… Eu entendo que esta estória parece extremamente fora da realidade. Deixe me lembrar que eu tinha tudo a perder – incluindo um salário anual de seis dígitos – e nada a ganhar vindo a publico.

O trabalho na GaiamTV não rende o suficiente para sustentar a minha família. É somente através de suas doações conscientes que tem sido possível prosseguir.

O PES Aliança tinha um membro participante que nós chamamos de Tenente Coronel Gonzales, que estava em contato com a Aliança das Esferas já por quatro anos – basicamente o mesmo período de tempo que eu.

Gonzales era a escolha do PES para Delegado. Eu era um intruso – um 'já era' sem treinamento e competência para ser alçado a tal posição. Era o que eles achavam. Como resultado, fui ridicularizado e importunado quando trazido de volta ao seu mundo.

A tensão aumentava conforme eles continuaram a procurar falhas e me ver como indigno do papel que me foi dado. Eu suponho que é a natureza humana procurar defeitos de caráter em outros, especialmente se tiver sido dada a esta pessoa alguma posição de autoridade – independente se queria o trabalho ou não.

De modo a inteiramente entender os antecedentes de todas as minhas experiências, é necessário ler os artigos anteriores neste site e ou assistir os episódios em http://click.linksynergy.com/fs-bin/click?id=mTckSPpGJyM&offerid=346926.10000806&type=3&subid=0.

Eu me encontrei em uma posição difícil nas semanas seguintes após participar de algumas reuniões, com o Conselho da Aliança PES, que se tornaram acaloradas e pessoais.

Eles me disseram, na cara, que não me queriam envolvido em futuras reuniões de Delegados – e que Gonzales tinha se mostrado muito mais apto como diplomata do que eu.

Além disso, eu tinha incomodado alguns dos membros da Super Federação, ao fornecer informações detalhadas sobre alguns deles em nossa mais recente gravação de DivulgaçãoCósmica, que ainda nem sequer foi ao ar. Deixaram bastante claro que eles estavam tentando me forçar a sair da posição em que eu estava – como Delegado -- e colocar Gonzales em meu lugar.

Recentemente, a Aliança dos Seres das Esferas indicaram que eles não aceitariam os pedidos do Conselho Aliança PES e do Conselho da Super Federação de me substituir. Isto levou a uma tensa reunião com tensão explosiva onde eu realmente perdi a cabeça, assim como eles. Houve gritos, agressão e xingamentos. Eu não sou de nenhuma maneira espiritualmente superior, e isso tem sido tão estressante para mim, como para eles.

Tivemos algumas outras reuniões após esta, em que a situação se acalmou e trocamos desculpas de ambos os lados. No final todos queremos a mesma coisa – libertar a humanidade e o todo o sistema solar, das garras destes corruptos sindicatos dos governos secretos da Terra e os altamente nefastos grupos que os controlam.

Como um grupo, o PES tem agora compartilhado ideias e orientação de modo a ajudar a formatar o meu próprio futuro, assim como o da humanidade como um todo, de uma maneira construtiva. Eu sou simplesmente o primeiro de muitos informantes que virão a frente revelar o panorama total de tudo que tem acontecido durante tanto tempo.

Como eu já disse antes, a 'NSA' possuía um vasto tesouro de documentos sobre o PES para fins de chantagem. Snowden copiou todos esses dados em seu 'hack' épico. A criptografia [destes dados] só muito recentemente foi quebrada.

Uma vez que o publico tenha conhecimento e fique com raiva o bastante para ouvir a verdade, como, por exemplo, após um colapso econômico, toda esta documentação vai ser liberada em enormes despejos de dados [data dumps]. E isto ira transformar completamente a realidade como a conhecemos em questão de dias.

A sociedade “AD” ou “Após Divulgação” [After Disclosure] será tão radicalmente diferente que todo o filme, cada show da TV, cada vídeo no YouTube, cada livro, cada artigo, tudo anterior ao evento será visto como antiquado e bizarro como um filme mudo em preto e branco.

Vamos descobrir a impressionante extensão da enganação, contra nós, a que fomos expostos não por centenas de anos mas por milhares de anos. Será uma época de aflição e cura enquanto somos forçados [por nós mesmos] a aceitar a verdade de nosso passado e direcionar nossa atenção em cocriar um muito maior e brilhante futuro.

Nestas mesmas reuniões eu descobri que Gonzales compareceu a algumas reuniões da Super Federação sem o meu conhecimento. Descobri também que ele participou da reunião com o recentemente formado Conselho das Antigas Civilizações Separatistas.

Eu estava ciente que avançadas civilizações tinha surgido e desaparecido da superfície da Terra em nosso passado distante. Estas usaram suas próprias avançadas tecnologias para terraformar vastas regiões nos subterrâneos da Terra que passaram a ter todos os confortos de antes na superfície. O que também proporcionou a eles uma barreira de proteção contra quaisquer inimigos – naturais ou extraterrestres – que os ameaçasse na superfície, incluindo desastres naturais cataclísmicos.

No meu tempo com o PES, eu tive acesso aos tablets ['smart glass pads'], similares a um Ipad, que me revelaram algumas das civilizações vivendo e guerreando nos subterrâneos da Terra. Algumas eram de tipos humanos, familiares; enquanto outras eram tipo reptilianas. Uma raça particularmente perversa era chamada de Raptors, com horrendas feições reptilianas assim como uma pluma estreita de penas descendo pelas costas.

Este Antigo Conselho da Terra, por comparação, era composto de grupos mais humanos. Os diferentes grupos nos subterrâneos estavam cientes da existência uns dos outros mas não havia uma aliança entre eles. No entanto, os grupos humanoides decidiram resolver suas diferenças por necessidade, após um aumento nos conflitos com vários outros grupos subterrâneos.

Eu fui informado que compareceria a várias reuniões com este Conselho da Antiga Terra em um futuro próximo. Isto me deixou bastante animado e curioso. Ao mesmo tempo, as reuniões [aqui ele fala de todas de uma maneira geral] me levaram a ter contato direto, face a face, com grupos extremamente negativos, incluindo o Draco Real Branco, de modo que sempre tenho um pouco de pavor quando tenho que encarar novas experiências deste tipo.

Não muito tempo depois de descobrir que teria contato com este novo grupo, fui contatado e me informaram a data e horário da reunião. Não me foi dada nenhuma outra informação sobre os grupos que eu encontraria ou o que deveria esperar, algo a que eu estava já me acostumando.

No dia da reunião eu esperava viajar através do Orbe Azul [blue orb], como era usual quando eu viajava para estas reuniões. Esta não é a maneira do pessoal do PES viajar de modo algum. É um tipo de sistema de portal usado pela Aliança das Esferas que parece envolver o uso de um ser consciente – os Orbes Azuis – como facilitadores de uma jornada praticamente instantânea para onde eu devo ir.

Eu estava pronto e fora da cama na hora prevista, no meio da noite. Eu esperava o procedimento padrão de viagem, que tinha se tornado comum para mim. Dez minutos se passaram e nada aconteceu. Fui para a minha sala de estar.Fique de pé na sala por mais alguns minutos mas nada aconteceu. Algumas vezes no passado reuniões marcadas não aconteceram e eu descobria mais tarde que houve interferências ou atrasos e as reuniões tiveram que ser adiadas.

Decidi que, já que estava acordado, e a reunião não ia acontecer, que leria meus e-mails e minhas mensagens no Facebook.Estava de pé em frente ao meu sofá quando vi um flash de luz brilhante e senti uma estranha sensação estática elétrica por um momento e então percebi que não estava mais em minha casa. Meus olhos estavam um pouco embaçados, pelo fato de ser de madrugada e pelo inesperado flash de luz.

Eu me encontrava em um enorme salão, de granito perfeitamente polido, arredondado e com o teto em forma de domo.

Lá estavam dois homens com magníficos robes de seda e sandálias de tecido de seda. Estavam em pé em cada lado de uma passagem em forma de arco. Havia similares passagens nos quatro cantos da sala com homens de sentinela. Cada um dos dois homens pareciam ser de grupos étnicos diferentes, e também possuíam diferentes estruturas corporais. Cada homem usava um grande pingente de ouro [pendurado no pescoço] com diferentes símbolos em cada um.

Fiquei lá olhando de uma porta para outra. Nenhum dos homens sequer tomou conhecimento de mim ou agiram como se me tivessem notado.

Fiquei lá em pé, em silêncio, não sabendo se deveria chamá-los ou fazer perguntas. Mais uma vez eu me encontrava em uma situação para a qual eu não estava preparado e não sabia o que esperar ou como abordar aqueles homens.

Logo então ouvi sons de pessoas vindo através de um corredor em direção a uma das portas. Vi cinco figuras vindo em minha direção. Elas removeram o capuz ao mesmo tempo ao se aproximarem de mim.

Imediatamente vi Gonzales andando atrás de uma mulher linda, alta e de cabelos brancos. Ela tinha traços finos e enormes olhos azuis. Aparentava ter uns 30 anos de idade.

Gonzales sorria afetadamente. Imediatamente soube que era porque desta vez nossos papéis estavam invertidos. É muito comum que soldados vivendo circunstâncias extremas tenham um relacionamento de camaradagem que pode envolver rir um do outro para ajudar a dissipar a tensão.

No passado, eu tinha sido o centro das atenções [nas reuniões] e ele se sentia um pouco confuso e sem saber de fato o que estava acontecendo. Agora os papéis estavam invertidos, e eu estava na mesma posição desconfortável anterior de Gonzales.

O grupo parou a uns 20 pés de distância. Gonzales conversou com eles e se aproximou de mim sozinho.A mulher e dois outros se viraram e foram embora pelo mesmo caminho. Um homem, com os mesmos traços físicos da mulher, ficou de pé aproximadamente a 20 pés de distancia de mim.

Quando Gonzales ficou perto o suficiente e estendi a minha mão para cumprimentá-lo, ele levantou as duas mão e deu um passo para trás.

– “Primeiro você tem que se limpar e se trocar, eu não quero passar pelo mesmo processo novamente.”

Ele então começou a andar em direção ao homem em pé e indicou eu que o seguisse. Perguntei o que estava acontecendo e ele disse que lá levavam muito a sério a cerimonia de limpeza antes de entrar no 'Ventre de Isis' [“Womb of Isis”]. Então eu apenas o segui.

Andamos em direção a uma passagem, e ao entrar pude perceber um símbolo gravado, com precisão laser, sobre a porta.

O símbolo estava sobre todas as portas na área onde ficamos. Dois círculos que se cruzam dentro de um oval.

A porta dava para um longo corredor liso, esculpido na mesma rocha de granito, Eu podia ouvir o som ecoando de água escorrendo sobre pedras, enquanto estávamos no corredor túnel.

Aparentemente estávamos no meio do caminho no corredor, havia uma porta a esquerda que levava a uma sala iluminada que parecia ser de onde vinha a água.

Esta porta tinha uma estrela de 8 pontas em cada lado. Uma dourada do lado esquerdo, posicionada um pouco mais alto, e uma vermelha do lado direto.


Um homem que andava atrás de nós parou na porta e ficou de costas para ela. Entramos e vimos uma linda cachoeira caindo de uma abertura no teto. Havia estalactites brancas descendo da abertura no teto, e o que parecia água leitosa que se derramava sobre uma estátua de uma deusa. A água, em seguida, fluía para uma piscina, onde estava a estátua. Na estátua da deusa podia-se notar o acumulo de depósito de minerais. Esta piscina onde estava a deusa tinha uma abertura que criava uma nova queda d'água em direção a uma piscina maior mais perto do solo.

Após olhar tudo me virei para Gonzales e ele me pediu que tirasse toda a minha roupa e colocasse perto da dele – um pedestal de pedra com 3 pés de altura sobre um chão de pedra polida.
Notei outros pedestais com roupas dobradas, de diferentes cores. Notei também o que pareciam serem finas coroas de ouro ou tiaras sobre as roupas.

Olhei para Gonzales como se não estivesse entendendo o que estava acontecendo e pedi uma explicação. Porque deveria me despir e que outros pedidos estranhos estariam por vir.
Gonzales parecia estar se divertindo as minhas custas, o que não melhorou o meu humor.
Ele sorriu e me disse para relaxar. Afirmou que estes grupos subterrâneos levam muito a sério a adoração a deusa e a Vênus e entendem que estes santuários são o 'Ventre da Deusa'. Solo sagrado, e que deveríamos respeitar suas culturas e praticas espirituais.

Eu já estava tremendo um pouco de frio pois vestia shorts e uma camisa azul de manga curta naquele local frio. Gonzales viu a hesitação em meu rosto. Disse me para não ser tao tímido e que viraria de costas mas me disse que deveria me instruir no processo de limpeza. Me despi e coloquei minhas roupas no pedestal, 

Gonzales ria e tentava não olhar; quando parecia que nada podia piorar, apareceu uma mulher caminhando em minha direção com um robe dobrado, sandálias e uma toalha em suas mãos.
Gonzales se afastou de modo que a mulher pudesse se aproximar.

Ela sorriu e me entregou as roupas e a toalha. Ela fez uma reverência com a cabeça, se virou, fez a mesma reverência para Gonzales e deixou o local

Após ela deixar a sala, Gonzales começou a rir, andou em minha direção e pegou os itens. Fez piadas de como o lugar estava frio, então começou a me orientar no processo de limpeza. A água estava muito gelada.

Após todo este ritual terminar, ele me disse que eu deveria me manter quieto e respeitoso durante todo o período da visita e apenas observar.

Gonzales me disse que estes grupos recentemente formaram este Conselho por necessidade. Alguns destes grupos tem histórias antigas e complicadas entre eles.

Me disse também que estes grupos têm uma história mais complicada ainda com as civilizações da superfície – remontando até milhares de anos atrás. E que estes grupos não tem uma boa opinião de nós.

Disse ainda que estes grupos frequentemente se mostram elitistas e preconceituosos em relação a população da superfície e que eu deveria guardar as minhas opiniões em relação a isto para mim mesmo.

Eu não queria deixar o meu ego interferir. No entanto, eu estava me sentindo um pouco exaurido após o banho público, ser ridicularizado e depois ver Gonzales se preocupar se eu ia perder a compostura como eu fiz em uma reunião anterior, quando houve uma ameaça velada contra a minha família, na reunião do 'Comitê dos 200' que aconteceu naquele castelo, como já relatei em postagem anterior.

Eu sei que Gonzales não quis me provocar, e isto era parte de sua personalidade, mas ainda era um pouco cedo demais. Algumas feridas eram recentes, das reuniões anteriores com o Conselho da Aliança PES, quando as coisas esquentaram bastante.

Respirei fundo e deixei estas emoções para trás de modo que não fossem percebidas pelos nossos anfitriões, que tinham habilidades intuitivas muito mais desenvolvidas do que a de um humano comum, como nós. Respondi que entendia e estava pronto para prosseguir caso ele não tivesse nada mais a dizer.

Ele percebeu como eu estava extenuado e pareceu um pouco preocupado. Ele olhou para mim, mexeu a cabeça e começou a dizer algo.

Neste exato momento uma mulher e três homens caminhando adentraram o salão aonde estávamos. Fizeram uma reverência com a cabeça e nos olharam. Gonzales se virou e andou em direção a eles fazendo um gesto para que eu o seguisse.

Um pouco antes de chegarmos até eles, se viraram e saíram, viraram a esquerda e desceram pelo corredor.

Andamos pelo corredor, que se alargava, e terminamos em um salão retangular com um teto alto. Uma grande porta estava diretamente a nossa frente. Ninguém falava. Estava tudo muito bem iluminado eu buscava pela fonte de luz;; quando então a mulher se virou e falou. Sua voz tinha um sotaque que eu nunca tinha ouvido antes.

Em inglês ela disse “a luz invisível é criada pela frequência.”

Fiquei surpreso e olhei para ela mas antes que pudesse dizer algo outra mulher entrou pela grande porta. Ela vestia o mesmo robe de seda branco, com um capuz sobre sua cabeça.
Ela nos olhou, fez contato visual com cada um de nós, então se virou e saiu sem dizer uma palavra.

De algum modo eu soube imediatamente que era para colocar o capuz, o que todo mundo fez. Atravessamos a porta, descemos escadas em curva, um andar. Vi outra porta com o mesmo símbolo sobre ela.

Em fila, entramos na sala, dois a dois.

Pessoas com os mesmos robes estavam sentadas ao redor de uma mesa oval. Outras pessoas estavam de pé e sentadas em bancos de pedra, todas com os mesmos robes.

Percebi que cada pessoa usava um pingente, geralmente diferentes em aparência e com diferentes símbolos.

Percebi que eram símbolos de seus grupos; alguns os tocavam e olhavam para baixo e logo percebi o que poderia descrever como sendo hologramas [individuais projetados na mesa].

Estes pingentes não eram apenas joias que representavam suas civilizações ou grupo, eram também tecnologia.

Indicaram a Gonzales e eu lugar na frente na sala e pude olhar bem a mesa de pedra.

Nela havia uma estrela dourada de oito pontas no centro, com uma menor estrela vermelha de pedra um pouco mais à direita e abaixo – olhando de nossa perspectiva.

As pessoas que nos guiaram até ali pareciam ser os anfitriões da reunião. Todos usavam pingentes que pareciam serem imagens estilizadas de Saturno, incluindo os anéis.

Cada um destes pingentes tinha uma gema incrustada em locais diferentes na superfície do planeta no pingente.

Gonzales posteriormente me diria que a localização de cada gema representava a região particular de cada um nos subterrâneos da Terra.

Pedra Jade

Pedra Negra

Pedra Rosa

Uma das pessoas, usando o pingente de Saturno com uma gema rosa na parte de baixo, se levantou.
Ele apresentou Gonzales e a mim, assim como apresentou os nomes e designações, nomes dos grupo de todos os presentes na mesa.Cada pessoa ao ser apresentada tirava o capuz.

Gonzales pediu que eu não divulgasse os seus nomes, designações e nomes de grupo. A razão principal é que ele deseja manter uma relação de confiança. Não deseja chatear ninguém, como aconteceu quando eu detalhei os tipos extraterrestres que participaram da Conferência da Super Federação.

Como consequência, alguns membros da Super Federação solicitaram a Gonzales que ele assumisse o meu lugar em reuniões futuras, o que foi negado.

Nunca me comunicaram para não compartilhar tal informação, no entanto mas mais tarde durante uma reunião com o Conselho Aliança PES me disseram diretamente que esta era uma das razões porque Gonzales devia me substituir como Delegado.

Eu nunca tive problema em admitir que Gonzales é melhor diplomata e orador publico do que eu.
Esta decisão, no entanto, não cabe ao PES Aliança, Gonzales ou mesmo eu, a não ser que eu tivesse recusado o convite no início.

Meu administrador do site criou ou descobriu imagens similares que são uma excelente representação dos pingentes que eu vi na reunião, de acordo com as representações que eu desenhei e enviei para ele ao chegar em casa..

Estas pessoas eram obviamente humanas mas pareciam etnicamente diferentes de qualquer pessoa da superfície.

[Com relação aos participantes] havia pessoas mais atarracadas, com feições africanas e com pele cor de bronze. Havia também pessoas que com aparência asiática e indiana, com diferentes tons de pele, incluindo um azul muito pálido, e com tipos corporais não normalmente associados a esses grupos étnicos na superfície.

Havia um grupo com aparência bastante mediterrânea; outro grupo com aparência caucasiana. Havia também um grupo – os anfitriões do evento - altos e pálidos com cabelos loiros, pretos e castanhos.

[


 NOTA DE CONTATO ESTELAR:  EM 07 OUTUBRO 2015 NO FACEBOOK, COREY PUBLICOU DOIS DESENHOS ARTÍSTICOS / REPRESENTAÇÃO DOS TIPOS FÍSICOS QUE ENCONTROU NA REUNIÃO:


]

A civilização separatista Maia, que eu apresentei em postagens anteriores não estava presente.

Dentre os grupos que usavam pingentes de saturno havia pessoas parecidas, no entanto, com estruturas corporais diferentes.

Adicionalmente aos símbolos de saturno, havia uma estrela de prata, uma suástica dourada curvada (mas não era um grupo nazi separatista), um símbolo ômega com uma estrela de oito pontas no centro e um símbolo que parecia uma ampulheta.







Devo admitir que ver o símbolo da suástica e outros símbolos foi bastante desconfortável e quase me fez desistir deste relatório. Não sou antissemita e nem eram nenhum daqueles grupos – apesar de enxergarem a todos nós na superfície com algum grau de desdem.

Quando mencionei a suástica pra DW ele me disse que os Alemães [nazistas] cooptaram este símbolo após o verem em uma impressionante palestra de Gurdjeff no início do sec. XX.

Gurdjeff revelou a prevalência surpreendente deste mesmo símbolo a partir de culturas de todo o mundo - os hindus, os Hopis, os japoneses, os esquimós, os gregos, os romanos, e muitos outros - em todos os continentes, exceto na Antártida.

Este foi um dos principais símbolos que os seus "deuses" lhes deram para se representar.  Gurdjeff viu isso como prova evidente de uma civilização avançada, inteligente em todo o mundo, o que atraiu os alemães [não os alemães, os nazistas...] para este símbolo. 

[  Este simbolo, comumente conhecido como '‘suástica’', possui variações, por exemplo uns giram para um lado e outros para o outro, o que lhes da significados diferentes para diferentes grupos; alguns grupos adotam o simbolo girando para ambos os lados. algumas correntes religiosas  o adotaram e depois o renegaram.  e por ai vai.  ]

Gurdjeff provavelmente estava se baseando no altamente controverso estudo da Universidade de Yale de 1898 - http://www.richardcassaro.com/tag/1898-yale-university-study - que foi posteriormente banido conforme os nazistas chegavam ao poder. Tentativas de banir este estudo do meio acadêmico foram feitas, no entanto o estudo sobreviveu.

Após a pessoa na mesa ter feito as introduções, eu percebi que sete diferentes grupos estavam sendo representados – e que três deles eram aliados ou geneticamente aparentados.
Cada grupo tinha três representantes. O local em que estávamos era repetidamente chamado de “O Ventre de Isis” [“The Womb of Isis”]. Mais tarde eu descobri que o local [onde estávamos realizando a reunião] era um templo, um complexo, reservado para eventos políticos e espirituais.
[Interessante, eventos políticos e espirituais realizados no mesmo local.]

A maior parte dos grupos era composto de uma ou duas mulheres, exceto o grupo da estrela de oito pontas dentro do símbolo grego ômega, que era composto somente de homens.

O líder deste grupo fez referência ao “Príncipe de Vênus” [“Prince of Venus”], a Estrela da Manhã [ the Morning Star] e o Portador da Luz [ “Bearer of Light”] diversas vezes. O que foi bastante inquietante devido a obvia associação com Lúcifer.

Percebi a energia dos outros grupos, e todos eles pareciam muito desconfortáveis com este grupo em particular, o que não me surpreendeu. Um dos outros grupos tem uma frota de naves bastante conhecida e poderosa que os programas espaciais secretos muito respeitam - eu os reconheci e o seu símbolo imediatamente

Os debates entre os grupos então começou. Eles foram solicitados pela pessoa que fez as introduções a falar em Inglês para os convidados, mas isso não durou muito tempo.  Eles falavam inglês e, em seguida, mudavam para outra língua. Gonzales mais tarde me disse que era uma língua pré-acadiana, morta a muito tempo sobre a superfície do planeta. Em seguida, eles voltariam para o Inglês.

Também houve conversas em algumas outras línguas mortas; e comunicação telepática entre indivíduos. Bastante confuso e difícil de acompanhar.

Entendi que eles discutiam sobre os ataques que aconteceram contra várias cidades subterrâneas e as vítimas destes ataques. Assim como as traições recebidas de algumas sociedades secretas e grupos da superfície que eles pensavam controlar.

Entendi que seus inimigos na superfície agora tinham tecnologia que lhes permitiria localizar suas cidades e atravessar suas defesas; Armas que poderiam penetrar grandes profundidades e causar grandes danos. Os grupos na superfície agora haviam se tornado impiedosos e violentos inimigos. Sentiam-se vulneráveis e ameaçados, e precisavam de apoio mutuo como proteção.

Também falaram sobre as populações da superfície estarem construindo suas cidades mais e mais nos subterrâneo e assim poluindo o delicado ecossistema subterrâneo.
Também tinham preocupações e conflitos com uma variedade de perversos não humanos grupos subterrâneos.

Ficou claro que todas estas situações forçaram a criação de uma aliança entre eles - algo que até então teria sido impossível de acontecer.

A discussão se prolongou por cerca de duas horas, e nós só fomos capazes de acompanhar uma pequena parte do que foi dito. Em seguida, o líder do grupo da estrela de oito pontas convidou Gonzales para falar.

Gonzales mais tarde me disse que essa pessoa não demonstrou o devido respeito para com seus anfitriões ao fazer isto. Gonzales conhecia os protocolos entre esses grupos, e procurava segui-los o mais cuidadosamente possível.

Gonzales olhou para a mulher usando o pingente saturno com a joia cor-de-rosa, e ela lhe deu o aval para continuar. Ele então se levantou e falou de onde ele estava sentado, ao meu lado. Eu não estava em posição de olhar para ele enquanto ele falava, então olhei a sala ao redor, enquanto ele falava.

Gonzales abordava cada grupo pelo nome, e agradeceu o convite para participar como representante da Aliança. Ele expressou seu agradecimento ao grupo que estava hospedando esta reunião do Conselho.

Ele afirmou ainda que era uma honra receber e hospedar a pequena delegação [das civilizações subterrâneas], que tinha viajado para um dos postos avançados da Aliança PES [SSP Alliance] no Cinturão de Kuiper com grande risco pessoal nas semanas anteriores.  [Faltou Corey mencionar que / como eles obtiveram autorização - da Aliança das Esferas - para atravessar a barreira energética / de quarentena ao redor da Terra...]

Gonzales disse que, apesar de algumas diferenças significativas nos pontos de vista, e as antigas alianças que tinham estado em conflito direto com o que estávamos todos agora na esperança de alcançar, ele estava aqui para retransmitir as esperanças do Conselho da Aliança PES de que um entendimento poderia ser alcançado entre todas as partes.

Isso incluiria as mudanças na forma como os grupos na reunião envolveriam os governos e os civis com que estavam em contato na superfície do planeta.

Ele fez uma pausa, e eu pude ver que ele estava escolhendo as palavras com cuidado. Ele estava tentando o seu melhor para não transmitir seus pensamentos e emoções para um público altamente perspicaz.

Ele então olhou para cima, e falou o que parecia ser um discurso vagamente preparado, curto e direto ao ponto.

Ele registou a complicada história destes e outros antigos grupos humanos separatistas com as civilizações da superfície - voltando ao longo de dezenas de milhares de anos.

Ele também abordou cada grupo na sala, falando claramente como cada um destes grupos se enganou com governos militares e civis no passado e no presente.

Ele terminou seu discurso mencionando que estamos entrando em uma nova era que deve envolver uma cooperação aberta e honesta. Eu podia sentir o súbito aumento da tensão e emoções confusas na sala quando ele disse isso.

Gonzales fez uma reverência e sentou novamente ao meu lado, ainda olhando para as delegações ao redor da mesa.

Começaram a falar entre eles em algumas línguas diferentes, ao mesmo tempo mantinham a percepção de Gonzales e eu durante este processo. Falavam calmamente, mas obviamente não estavam satisfeitos com algumas coisas que Gonzales havia dito.

Então, nós ouvimos um discurso muito condescendente de cada um deles sobre como não temos o direito de julgá-los, visto o nosso entendimento e conhecimento limitado.

Cada grupo falou suas percepções sobre nós da superfície, como bárbaros não civilizados, doentes e geneticamente impuros.

Disseram que eram os únicos que preservaram as várias linhagens sanguíneas dos humanos terrestres originais.

Onda após onda de refugiados de planetas próximos, misturaram sua genética com os seres humanos originais deste planeta [na superfície], e tomaram conta da superfície do planeta como uma praga.

Eles afirmaram que, nos quase 20 milhões de anos desde que as linhagens humanas originais surgiram na Terra, houve quatro grandes cataclismos que, ou tinham mudado o eixo, a rotação da Terra ou o caminho orbital ao redor do Sol

Cada vez que um desses eventos ocorreu, a "elite" ou casta sacerdotal manteve sua linhagem genética pura isolando-se abaixo da terra. Esses pequenos grupos sobreviveram enquanto suas civilizações na superfície pereceram.

Após oceanos de tempo e de eventos destrutivos menores na superfície, ainda catastróficos, quase todos os sinais de suas antigas civilizações foram apagadas das memórias dos sobreviventes. Somente mitos e lendas de deuses poderosos permaneceram.

Eles afirmaram que apareceriam [para as populações da superfície] de tempos em tempos para dar início a civilização dos sobreviventes, os que eram mais intimamente relacionados com eles em termos de sua genética.

Alegaram que estas raças sobreviventes pensaram que eles [os subterrâneos] eram os deuses de suas próprias lendas antigas. Foi decidido que eles [os subterrâneos] permitiriam que aqueles eles que estavam ajudando continuassem a acreditar que eles eram deuses, a fim de manter as suas civilizações subterrâneas secretas e seguras.

Eles também afirmaram que existiam outros planetas habitados em nosso sistema solar que também sofreram de cataclismos extremos durante este período de tempo. Mais incrível ainda, eles mencionaram que mais e mais grupos avançados começaram a chegar de fora do nosso sistema solar durante e após estes eventos cataclísmicos. Estes novos grupos começaram a tirar vantagem da situação, coletando e manipulando a genética dos nativos deste sistema solar.

Eles alegaram que a Terra tornou-se o destino dos refugiados desses outros planetas habitados. ETs avançados realocaram esses refugiados aqui em várias ondas conforme os cataclismos ocorriam em seus planetas natais.

As raças dos refugiados eram geneticamente semelhantes aos seres humanos originais da Terra, mas eram muito mais agressivos. Descobriu-se que muitos destes refugiados eram de uma civilização muito avançada, que se destruiu pela guerra e alta tecnologia.

A utilização de algumas destas armas não só causou destruição em escala interplanetária, mas gerou uma assinatura energética única. Esta assinatura energética atraiu a atenção dos grupos ETs que agora entravam em nosso Sistema Solar, em massa, e que, em seguida, começou-se um experimento de cultivo genético.

Os grupos subterrâneos alegaram houve uma civilização antiga que protegeu esta região da galáxia por literalmente bilhões de anos.

Eles eram chamados de “Os Guardiões”, e o programa espacial secreto se refere a eles como a 'Antiga Raça dos Construtores' ["Ancient Builder Race"]. Isto foi apresentado em episódios anteriores de Divulgação Cósmica e em postagens neste site.

Esta raça dos Guardiões era extremamente avançada, de tal modo que outros grupos de ETs nem sequer pensavam em violar esta região de espaço. Os Guardiões ha muito tempo desapareceram de nossa frequência. Eles haviam criado um campo de proteção ou tecnologia dentro de seu domínio, que o manteve seguro por uma grande período de tempo depois de desaparecem fisicamente.

Disseram ainda, que os residentes de outros planetas habitados em nosso sistema solar, sem saber, interromperam esta tecnologia de proteção instituída pelos Guardiões.  Quando eles usaram suas armas avançadas em agressão contra outras raças, causaram uma cadeia maciçamente destrutiva de eventos. Isto teve a infeliz consequência de desativar o campo de proteção que estava em vigor, que assegurava a proteção e sobrevivência.

Quando o campo de defesa caiu, um sinal foi enviado para o resto do cosmos.

Os sobreviventes desses mundos habitados dentro de nosso sistema solar mudaram-se para a Terra. 
Eles eram extremamente agressivos, e começaram a se relacionar e reproduzir com os seres humanos originais que estavam na superfície da Terra.

Não demorou muito para que os grupos subterrâneos enxergassem esta nova raça mista como uma ameaça à sua existência. Esta nova raça mista é a população atual na superfície da Terra hoje.

Agora mais do que nunca, eles sabiam que tinham de manter suas civilizações escondidas para preservar sua integridade genética e a segurança de centenas de seus templos e cidades subterrâneas antigas e queridas.

Eles tinham as tecnologias avançadas tanto para se esconder como para se defender destes grupos ETs. Eles começaram a jogar um jogo estratégico de longo prazo, usando a raça na superfície, em quem os ETs estavam tão interessado, como peões.

Eles [os subterrâneos] continuaram a aparecer para determinados parentes genéticos distantes na superfície como sendo deuses e mestres ascensionados, para ajudá-los a desenvolver as suas civilizações, assim como espiritualmente. Isso foi feito na esperança de que eles pudessem ser capazes de superar a parte agressiva da sua programação genética.

Este esforço tem continuado até o presente momento.

Eles decidiram se apresentar como seres ETs de outros sistemas solares quando a população da superfície se tornou tecnologicamente mais sofisticada.

Dizem que vão continuar a fazer isto de modo que as pessoas com as quais eles têm contato continuem a olhar para acima de suas cabeças e não abaixo de seus pés.

Além disso, afirmaram que a nossa recente divulgação sobre suas atividades terá uma contrapartida de informações contraditórias que apresentarão para seus contatos na superfície.
A desinformação plantada vai afirmar que há de fato impostores, mas eles [os contatados da superfície pelos representantes das civilizações subterrâneas] estão em contato com grupo ETs reais, enquanto os outros estão se comunicando com trapaceiros.

(Para ser perfeitamente claro, isso não quer dizer que todos os contatados se enquadram nesta categoria. O número, porém, é bastante vasto. Na Parte 2 vou descrever o local que me foi mostrado, onde centenas de pessoas [dos povos subterrâneos] buscavam alcançar as [mentes] das pessoas da superfície com suas próprias mentes. Eles tinham [também] uma série de programas adicionais onde eles estavam fazendo contato físico com os civis na superfície.)

Eles disseram que vão continuar esta prática até que tenham sido alcançadas algumas situações.
Uma destas situações é que a população superfície tenha removido o atual sistema de controle, que é executado por esses mesmos grupos ETs contra os quais eles têm lutado.

Em segundo lugar, eles também querem ver que a população da superfície superou seu bárbaro, incivilizado comportamento, assim como a sua programação genética.

Eles afirmaram que não estão otimistas de que vamos ser capazes de conseguir, mesmo com as mudanças energéticas contínuas ou o retorno e assistência dos Guardiões. Foi bastante surpreendente ouvir isso, eles obviamente estavam se referindo a Aliança das Esferas como sendo os Guardiões.
David W. me disse que as leituras da Lei do Um [Law of One] indicavam que esta civilização evoluiu a um estado extremamente avançado dede suas origens no planeta Vênus 1.2 bilhões de anos atras.
Visto que a Aliança das Esferas solicitou que eu pessoalmente lesse a Lei de Um, esta é uma correlação muito interessante. David disse que é um “divisor de águas” que amarra muitas pontas soltas desta história toda.

A Raça dos Antigos Construtores deixou para trás uma vasta coleção de pirâmides, obeliscos e outras estruturas em todo o nosso sistema solar, muitas vezes feitas de uma liga como vidro de alumínio transparente. Uma variedade desses artefatos ainda existem dentro de vastas cavidades abaixo da superfície da Terra.

Estes grupos subterrâneos estão sob a impressão de que mesmo depois de um evento de divulgação completa e a remoção dos ETs manipuladores de nosso sistema solar, ainda levará várias gerações para nos curarmos e evoluirmos como uma civilização.

Só então seremos capazes de ter contato aberto como iguais com suas civilizações.
Eles não estavam muito entusiasmados com a formação deste novo Conselho, ou de se aproximarem do Conselho da Aliança PES [SSP Alliance Council] para solicitar contato com os recém-retornados “Guardiões”.

Aparentemente, os Guardiões não os contatariam por conta própria. Se eles quisessem contato teriam que trabalhar conosco como uma equipe.

Eles categoricamente afirmaram que estavam agindo assim por falta de opção. Sua Aliança foi forçada a existir pela vasta gama de problemas que estavam tendo. Isto incluiu a resistência letal que eles encontraram por parte de ETs subterrâneos refugiados e “antigas raças terrestres pré-humanas”.

Seus problemas foram ainda agravados pelas traições recentes que sofreram de certas sociedades secretas e pessoas poderosas, da superfície.

Eles afirmaram que estavam bem conscientes de que vários membros da Aliança PES envolveram-se em crimes contra a humanidade antes de desertar –- para resistir as atividades de vários grupos ETs e misturados da superfície.

Eles estavam refreando julgar-nos e nosso ponto de vista, e que deveríamos fazer o mesmo em elação a eles.

Havíamos chegado a um impasse e não avançaríamos mais. Gonzales se levantou e rapidamente fez uma reverência com a cabeça para cada uma das pessoas que estava ao redor da mesa e havia se pronunciado.

Ele sentou-se, inclinou-se em minha direção e sussurrou: “Correu bem, não?”

Eu não respondi, porque estava sentado lá com toda aquela informação fluindo na minha mente. Eu estava tentando fazer uma ligação com todo o conhecimento anterior que havia obtido através das telas de cristal [tablets] e nas reuniões anteriores com os vários outros grupos.

Grande parte da informação era nova, ou pelo menos, muito mais detalhada do que qualquer coisa que tinha ouvido antes. Também queria saber o quão preciso isso tudo era, visto que vinha de um grupo que claramente tem enganado a população da superfície da Terra por muitos milhares de anos.

Nestes tempos de agora, devemos, cada um de nós, ter grande senso crítico em relação as novas informações, em um nível mais profundo, além dos nossos sistemas de crenças estabelecidos. É claro que vai ser necessário mais do que conversa e promessas para sermos capazes de confiar em pessoas que, assumidamente, tem nos enganado, e que só formaram uma aliança por medo de aniquilação.

Eu estava imerso em seus pensamentos quando ouvi algumas vozes que pareciam estar agora a uma milha de distância. Todos ao redor se levantaram e colocaram seus capuzes, e eu rapidamente fiz o mesmo.

Cada um dos sete grupos proferiu uma curta declaração nesta língua pré-acadiana. Eles então alinharam-se na única porta desta sala – o “Ventre de Ísis”.

Ninguém falava, e tudo o que podia ouvir era o arrastar de pés e mantos enquanto esperavam que os anfitriões os liberassem.

Após alguns momentos, todos começaram lentamente a mover-se através da porta. Eu ainda tentava processar em minha mente todas as informações que havia recebido.

Voltamos por onde entramos, e retornamos ao corredor principal.

Estávamos andando em um plano levemente inclinado, em direção ao local do cerimonial da água, o que nos levaria diretamente de volta ao salão com o domo, onde originalmente chegamos.

Mentalmente já me preparava para outro momento de limpeza no local do cerimonial da água, desta vez com uma plateia muito maior.

Então notei que o grupo a nossa frente passou direto pela porta do cerimonial da água em direção a outro local. Neste momento senti a mão de Gonzales em meu ombro.

Olhei para trás e ele já estava a alguns passos atrás de mim, junto com duas atraentes mulheres do grupo dos nossos anfitriões.

Olhava para mim e para o resto do grupo que se afastava e fazia um sinal para que eu me mantivesse em silêncio.

Olhei para trás e pude ver o grupo entrando no grande salão do domo, e os flashes de luz que vinham daquele lugar.

Me aproximei de Gonzales. Já havia notado que uma das mulheres me olhava de tempos em tempos. Agora percebi que ela tinha algo a dizer.

Tão logo os flashes vindos do fim do corredor pararam, a mulher que me recebeu na chegada e me entregou o roupão na sala do cerimonial da água se aproximou.

Ela disse: – "Por favor, venha comigo. Eu tenho um pedido pessoal". Foi-me dito que a delegação estava visitando cada um dos domínios locais e alguns deles estaria de volta para mais uma cerimonia de purificação ou limpeza e recuperar suas próprias roupas.

Gonzales me olhava com uma confusa expressão em seu rosto; visto que a mulher havia falado comigo diretamente eu respondi que estava pronto para ouvir a sua solicitação.

Ela sorriu e disse: – “Ande comigo”. Fomos em direção ao salão, onde chegamos originalmente. Gonzales e a outra mulher estavam um pouco atrás de nós. Andávamos em silêncio.

Entramos no salão do domo e atravessamos uma porta, os sentinelas não estavam mais presentes. Continuamos por um outro corredor, eu esqueci completamente os protocolos de segurança que devemos seguir, contar passos e portas, quando estamos em um novo local, de acordo com o protocolo padrão de Inteligencia.

Percebi que ela tinha algo importante para me perguntar. Muita coisa passava pela minha cabeça. Definitivamente estava nervoso. Esqueci toda aquela nova informação que estava tentando processar minutos antes.

Cada uma das salas neste corredor tinha algum tipo de campo de energia, ou forte luz, que os cobria e impedia ver dentro de cada um deles de onde estávamos no corredor. Finalmente paramos em uma das portas. Ela tocou no seu pingente e a passagem ficou translúcida e pude ver dentro da sala. Parecia um lounge ou uma área privativa. Ela olhou para Gonzales e a outra mulher e disse: --“Esperem aqui”. Eu e ela entramos na sala e mais uma vez ela tocou no pingente e desta vez a barreira de luz fechou a porta atrás de nós.

Sendo introvertido e um pouco tímido com as mulheres comecei a ficar um pouco nervoso. Ela começou a se comunicar comigo telepaticamente. Me pediu para relaxar e perguntou se eu poderia compartilhar com ela uma experiência minha de infância. Ela disse que existe m lugar muito especial para ela e seu povo mas que está fora dos limites para eles desde muitas centenas de anos. Ela me comunicou que um grupo subterrâneo não humano tomou posse do lugar, este grupo é uma espécie nativa da Terra que ela chamou de “Dal-Azag” (Feathered-Serpents [serpentes com penas]).

Ela me enviou uma imagem mental de um deles e apesar de nunca ter interagido com eles eu os reconheci de um banco de dados que acessei anteriormente em uma tela de cristal [smart-glass pad ] como sendo um 'Raptor'. Este é um dos mais tenazes e perigosos grupos subterrâneos que há. Para nós tem uma aparência horrenda; São carnívoros e extremamente agressivos, vão atacar e devorar um humano imediatamente ao vê-lo.

Ela me mostrou a imagem de um da casta dominante. Tem plumas de penas descendo por trás da cabeça e da nuca, quase como uma crista de uma ave. Se movem meio cambaleantes como aves. A imagem que ela me enviou me deu uma deia muito mais clara de como eles se movem e são.
Ela me informou que esta raça tem uma tênue aliança com algumas facções de humanos na superfície. Isto permitiu que este grupo da superfície se aventurem em seus domínios, no entanto eles requerem uma oferenda de carne humana, exatamente como acontecia antes dos espanhóis conquistarem a terra na superfície deste lugar. As sociedades secretas da superfície não tinham nenhum escrúpulo em fornecerem tais oferendas. Já tinha ouvido isto antes. É horrível. Outros grupos têm acordos semelhantes.

Voltando ao nosso momento, ela estava bem ciente de que quando eu era adolescente eu fui levado, em um grupo de 3, a uma profunda caverna de cristal onde me disseram que os cristais estavam vivos. Nos disseram para não tocar nos cristais pois poderíamos machucá-los ou eles a nós. Eu era um dos muitos que tinha conseguido se comunicar com esta forma de vida.

( David Wilcock me compartilhou que isto é outra intrigante correlação com a Lei do Um que nos diz que quando a Terra estava sendo preparada para receber humanos superavançados cristais foram colocados dentro da Terra. Eles respondem as chamadas espirituais das pessoas conforme estas começam a despertar. Os cristais são programados para encorajar as pessoas a serem mais amorosas e a meditar e estas mensagens podem aparecer em formas de sonhos, visões e sincronismos. Se as instruções forem seguidas então os cristais indicam a grupos benevolentes mais avançados fornecerem mais instruções espirituais.)

Eu me comuniquei de volta e lembrei da experiência; enviei a ela uma imagem mental da caverna assim como da estranha energia como uma aurora circundando os cristais. Ela fechou os olhos e sorriu; vi uma lágrima descendo em seu rosto.

Ela me perguntou se eu poderia compartilhar a memória completa da experiência com ela; eu pedi mais detalhes do processo. Ela disse que seguraria minhas mãos e eu deveria abrir minha mente para ela; e assim a mente dela também se abriria para mim. Isto era considerado um ato de intimidade pelo seu povo.

Informei que não estava confortável em abrir a minha mente totalmente para qualquer pessoa e que respeitosamente recusava. Ela me disse que era uma alta sacerdotisa e eu ofereceria a ela um presente que ela poderia compartilhar com outros. Isto também seria interessante para estabelecer a confiança entre nossos dois povos, visto que até o momento tínhamos oferecido bem pouco a eles em nossas negociações. E me comunicou que a informação restante da minha experiência com os cristais seria muito importante para eles.

Comecei a andar pelo salão pensando em tudo isto e de que diferentes modos tudo poderia dar errado. Se eu me abrisse para esta mulher estrangeira que acabara de conhecer, de uma cultura que evitou contato com a minha até que circunstancias os forçaram a uma aliança, como poderia esperar que o meu grupo me passasse informação confidencial no futuro? Minha situação com o Conselho da Aliança PES já era delicada, na melhor das hipóteses. Os Seres das Esferas pareciam ter mais confiança em mim do que quaisquer outros.

Respeitosamente perguntei se poderia consultar Gonzales; ela imediatamente removeu a barreira na porta e convidou Gonzales a entrar na sala, pediu licença e saiu.

Gonzales olhava em volta e perguntou: – “O que está acontecendo aqui?” Falei todos os detalhes e que era um favor pessoal que ela me pediu assim como relatei minhas preocupações com a segurança.
Ele me disse que entendia minha preocupação e que a Aliança PES não havia compartilhado comigo, por precaução, alguns detalhes operacionais. Ele disse que eu estava autorizado a prosseguir a não ser que houvesse informação a respeito da Aliança das Esferas ou de minhas experiências pessoais com Raw-Tear-Eir [o 'Azul' /”Blue Avian' , um dos seres de uma das raças da Aliança das Esferas, com quem Corey se comunica com mais frequência] que eu desejasse manter confidencial.

Disse a Gonzales que me sentia muito desconfortável fazendo isto, no entanto ela havia reiterado que era muito importante para o seu povo. Ela havia dito que no momento era a única coisa de interesse que poderíamos oferecer a eles – a não ser que fosse um truque para entrar em minha mente em busca de algo a mais. Eles não teriam formado este novo Conselho e nos convidado se não tivéssemos algum valor para eles, independente de eles admitirem isso ou não.

Gonzales me disse que eu não me reporto a ele e mesmo se assim fosse, ele não me ordenaria seguir adiante com a experiência se eu me sentisse desconfortável. A decisão era minha, no entanto a troca de informações é bidirecional e poderíamos aprender algo que seria muito útil a Aliança PES.
Suspirando, eu lhe disse que falaria com ela. Pedi-lhe que quando estivesse saindo solicitasse que ela entrasse. Ela rapidamente retornou a sala, fez uma reverência com a cabeça e olhou nos meus olhos. 

Comuniquei que aceitava, como um ato de confiança e boa fé entre nossos dois povos. Ela ficou muito satisfeita.

Ela caminhou até a parede e em seguida voltou com uma taça de cristal. Estava cheia com um líquido âmbar. Ela tomou um gole e ofereceu para mim. Perguntei-lhe se era uma droga de algum tipo. Ela comunicou que era o "Elixir de Ísis", um vinho feito de uma flor rara que só cresce nos domínios subterrâneos.

Ela tomou outro gole e entregou a taça para mim. Ela comunicou que não era necessário para o processo, mas era considerada como uma parte da cerimonia. Eu lhe disse que esperava que ela não ficasse ofendida se eu não aceitasse e devolvia a taça.

Ela sorriu, bebeu mais alguns goles do elixir e, em seguida, colocou-o sobre uma mesa. A mesa estava ao lado de duas cadeiras, e estava ao lado de algo que era ou um banco ou uma pequena cama de algum tipo. Ela comunicou que eu deveria sentar me e ficar confortável. Ela parecia estar um pouco mais relaxada depois de ter bebido deste elixir, obviamente potente.

Sentei-me. Ela guiou a outra cadeira para que ficasse posicionada em frente a minha. Ela então se sentou na cadeira e deslizou para a frente do assento e me pediu que chegasse mais perto. Então tomou as minhas duas com as duas mãos na dela, sua pele era macia e extremamente quente, muito mais do que o normal. Ela pediu que fechasse os lhos e limpasse a minha mente de todos os pensamentos.

Eu usei alguns protocolos que tinha aprendido para limpar a minha mente e entrar em um profundo estado de consciência. Uma vez que feito isso, cada parte do meu corpo começou a formigar. Senti minha energia [“astral self”] sendo puxada em direção a ela. Senti sua energia e a minha começando a se misturar. Não sei exatamente como o processo funcionava. Era como se fosse uma mistura de corpos de luz. Foi uma experiência extremamente profunda e poderosa - em termos de mente, corpo e espírito.

Me encontrava em clara desvantagem em relação ao seu desenvolvimento mental altamente avançado; visto que ela era aparentemente uma alta sacerdotisa entre seu povo, ela muito provavelmente tinha uma consciência ainda mais poderosa do que todos os outros.

Eu estava ciente de sua intenção focalizada em certas lembranças minhas. Ao mesmo tempo, eu estava sendo inundado com o que eu percebia serem mais de 130 anos de suas próprias memórias.
Flash! Flash! Flash! Eu '‘pulava’' de um lado para o outro em diferentes cenas de suas memórias.
Eu vislumbrava sua formação e deveres sacerdotais. Eu experimentei o que sentiu no seu tempo de elo-de-ligação com diferentes sociedades secretas dos EUA e Europa. Senti como foi para ela conhecer os militares e representantes de governos europeus e dos EUA - ao longo de diferentes períodos de tempo. Eu estava claramente consciente de que ela tinha assumido o papel de uma emissária de outro sistema estelar - não revelando que ela era parte de um grupo que vivia aqui na Terra o tempo todo.

Vislumbrei um amigo de infância que ela amava. Este amigo foi tragicamente morto em um ataque subterrâneo por um tipo "insectoide" não-terrestre. Então, conforme ela se concentrou na minha experiência na caverna de cristal, eu comecei a sincronizar automaticamente o meu foco sobre ela a partir de quando ela tinha a mesma idade.

A experiência durou apenas alguns momentos, mas eu tive um profundo senso de dilatação do tempo. Era como se o tempo tivesse parado nesse turbilhão de imagens, sons e sentidos. Quando tudo acabou, meu corpo tremia. Quando abri meus olhos, eu podia ver que o mesmo estava acontecendo com ela. Nos inclinamos para trás em nossas cadeiras e ficamos em silêncio por um momento – nos recuperando da intensidade de tudo.

Meu corpo ainda estava todo formigando, liberando endorfinas bastante agradáveis, mas não de um modo sexual ou erótico. Alguns podem imaginar ou querer caracterizar a experiência como de natureza carnal ou sexual, mas foi algo totalmente diferente. Senti suas emoções, e ela sentiu as minhas. Nós dois começamos a derramar lágrimas abertamente, então percebi exatamente o quão importante uma experiência compartilhada era para ela. Depois de alguns momentos, ela levantou-se, abraçou-me por algum tempo e agradeceu por compartilhar com ela.

Eu não acho que nós temos as palavras para explicar como emocionalmente profunda e bela é uma experiência como esta. Uma experiência deste tipo poderia permanentemente e magnificamente alterar a experiência de alguém sobre si mesmos, e da vida na Terra, para sempre. E ainda, havia um sentimento definido de uma ligação e um conhecimento um do outro em um nível profundo.

Ela me disse que alguns entre seu povo não aprovariam o que ela fez, com uma pessoa “misturada” da superfície. No entanto, ela estava certa de que a maioria de seu povo ficaria muito feliz de compartilhar a experiência que havia acontecido. Este foi um passo importante para curar a divisão que ocorreu entre as nossas civilizações por muitos milênios.

Ela disse também que esperava que eu pudesse entender por que eles têm feito o que fizeram, para lidar com as sociedades na superfície. [Corey:] Nós não somos de nenhuma maneira tão inocentes e pacíficos como a maioria de nós gostaria de acreditar. Os grupos secretos, ocultistas da superfície com quem eles tentaram negociar tratados, se viraram contra eles - selvagemente com total brutalidade; 

Estes grupos não tinham nenhum problema em exterminar completamente todo homem, mulher e criança - sem nenhuma preocupação com a sua segurança, bem-estar ou legado.

Assim como nossas próprias civilizações têm sido muitas vezes forçadas a fazer concessões, eles também tiveram de fazer escolhas difíceis para o que eles consideravam ser o bem maior - para proteger a sua população.

Estou ciente de que algumas pessoas na internet acham que tudo aqui [estas revelações não passam de uma 'psy-op', uma enganação, um truque. Não confie em ninguém, não acredite em nada, e de tudo o que é dito, o oposto é verdadeiro. Seus dedos começam imediatamente a digitar opiniões de que tudo é criação minha, ou tudo isto é mais um cavalo de Troia destinado a destruir a todos nós. Eu posso honestamente dizer que depois de ter tido uma experiência tão profunda como esta, eu não acredito que haja qualquer possibilidade de ela ter escondido uma agenda negativa de mim.

Esta experiência é semelhante a abrir as comportas para uma arena de total transparência e honestidade. Tudo é sabido. É absolutamente impossível apresentar-se como algo diferente de quem você realmente é dentro desse espaço sagrado compartilhado.

Essas pessoas estão com medo de nós. Nós herdamos genética muito agressiva de grupos de refugiados que foram deslocados para o nosso planeta, bem como a partir da manipulação genética do "Grande Experimento ET" e por parte dos Dracos.

Os grupos mais negativos sobre a superfície da Terra cooptaram seus símbolos sagrados e os usaram em práticas detestáveis - incluindo tortura, sacrifício humano e guerra genocida. Já eles, nos enganaram fingindo serem deuses e extraterrestres benevolentes de Federações, Comandos e Sistemas Estelares.

Desta forma, os sindicatos [cabal/iluminati] dos governos secretos da Terra esperavam envenenar o relacionamento - o que tornaria absolutamente impossível a reconciliação da nossa grande família humana de acontecer.

É possível que as alterações genéticas e espirituais pelas quais vamos passar conforme acontece esta mudança energética, sejam muito mais profundas, rápidas e positivas do que eles podem imaginar. Se nada mais, o futuro promete ser muito interessante. E é mais obvio do que nunca que se queremos um futuro positivo, cada um de nós é responsável por manifestá-lo, e não qualquer salvador ET ou grupos ou gurus humanos.

Depois que nós recompomos ela desligou a barreira energética na porta e saímos. Gonzales e a outra mulher estavam muito curiosos. Então ela disse que, se tivéssemos tempo, ela gostaria de nos mostrar o local. Gonzales aceitou sem hesitação. Eu soube mais tarde que ele estava querendo um 'tour' nas cidades onde ele compareceu para reuniões.

Ela nos levou para baixo, uma outra sala menor, também com um domo, não muito longe de onde estávamos. Caminhamos para o centro da sala, e ela começou a esfregar e tocar seu pingente. Houve um súbito lampejo de luz. Mais uma vez, estávamos em uma sala muito grande, com uma tonalidade um pouco mais escura do mesmo tipo de pedra.

Saímos por mais uma porta que tinha o mesmo símbolo sobre o arco e entramos em uma gigantesca caverna com enormes pilares que pareciam serem naturais, maiores e mais largos do que qualquer arranha-céu que eu jamais tenha visto.

Havia pessoas de todas as idades andando com roupas de uma peça e justas, de cores azul-escuro, vermelho-escuro, amarelo ou verde.

Ela disse que gostaria de nos levar para visitar os jardins primeiro, e nos pediu para segui-la. Havia muitas naves brilhantes voando ao redor, dentro da caverna; Elas pareciam muito com as naves [espaciais] dos filmes dos anos 1950's; Em forma de pires, ovais e maiores em forma de charutos, arredondados em cada extremidade. Gonzales apontou para uma conforme ela atravessou a parede da caverna [through the cavern wall] em alta velocidade.

Havia altos edifícios que pareciam ter sido moldados ou cortados a laser na rocha de granito. Havia também edifícios ovais e redondos que emitiam luz de cada polegada quadrada da estrutura. Nós só fomos capazes de ver uma pequena área dentro desta cidade caverna visto que logo nos aproximamos de outra porta, pela qual entramos, e havia um outro corredor. Quando entramos, eu imediatamente pude sentir o cheiro de pólen e vida vegetal.

Chegamos em mais uma gigantesca caverna aonde podíamos observar uma enorme quantidade de culturas e pomares de todos os tipos. A vida vegetal crescia muito exuberante em um sistema hidropônico que eu mal podia começar a estimar o tamanho. Ela explicou que a água rica em minerais vinha de um material de compostagem reciclado, era então repurificada conforme passava pelas pedras, para nutrir as raízes das plantas, depois retornava para sua fonte.

Sua civilização não come carne de qualquer espécie e sustentam-se inteiramente com vegetais e vários tipos de fungos, incluindo cogumelos. A luz era totalmente produzida da mesma maneira que ela tinha explicado antes. Também usavam um tipo particular de rochas moídas, misturadas com um tipo de cristal esmagado como um meio para enraizar as plantas. Isto era feito de modo a produzir colheitas as mais saudáveis e com maior vibração possível, assim como também gerar os maiores rendimentos.

Ela então disse que queria nos levar para o parque. Voltamos pelo caminho que viemos, exceto entramos num corredor que nos levou para uma sala com uma pequena abobada. Mais um 'flash' de luz brilhante e agora estávamos em uma sala idêntica. Conforme caminhávamos através da porta em forma de arco para outro corredor, ela avisou-nos para não nos assustarmos com algumas espécies de vida animal que poderíamos encontrar. Ela disse que muitas das formas de vida que corriam livres na Terra quando eles ainda viviam na superfície foram preservadas, e agora correm livres no parque. Ela insistiu que eles não são perigosos em seu estado atual de desenvolvimento.

Em seguida, entramos no maior local que tínhamos visto até agora, árvores extremamente altas, bonitos arbustos floridos e pássaros coloridos de aparência estranha com as penas da cauda muito longas, voando por toda parte.

Ao fundo ouvíamos sons de diferentes animais que não podíamos ver. Havia degraus junto a uma parede, até cerca de metade do caminho para a cúpula. Subimos alto o suficiente de modo pudéssemos enxergar acima das árvores mais altas que eu já vi. Estávamos espantados de ver um céu azul pálido brilhante… e as nuvens.

Ao longe, um obelisco gigante apontava para algum tipo de fonte em forma de uma bola de plasma, suspensa acima das nuvens. Parecia haver um clima e ecossistema artificial muito avançado naquela sala.
De nossa posição nas escadas, podíamos ver alguma espécie de veados que pulavam de um lado para o outro. Eu estava procurando por alguns dos animais exóticos, mas não via nada fora do comum.

Descemos os degraus; estávamos conversando sobre o quanto esperávamos ter um futuro na superfície algum dia, quando viveríamos em equilíbrio com a natureza e sem a opressão e os sistemas de controle.

A mulher caminhando próxima a Gonzales mais uma vez falou que não esperava que fossemos capazes. Ela achava que nós [da superfície] eramos muito geneticamente e socialmente manipulados. Levaria ainda muitas gerações pra resolvermos nossos assuntos.

Gonzales a olhou e lembrou que eles fingiram serem deuses no passado.

Eles ainda estão enganando milhares de pessoas, convencendo-os de que eles são extraterrestres humanos benevolentes de outros sistemas estelares, embora estejam passando informação espiritual positiva. Não pude deixar de pensar sobre as pessoas que tem me acusado de fazer algo semelhante.

Gonzales disse que isso tem causado tanto mal quanto esses vários ETs com o seu próprio grande experimento.

Ela não gostou de sua observação.

Ela disse: "Não há comparação entre o que temos feito para proteger o nosso povo, para tentar esclarecer o seu povo, e que os outros grupos que você mencionou tem feito."
"Sua população ainda não tem a compreensão espiritual e intelectual para entender a nossa situação, muito menos a sua própria."

Ela e Gonzales continuaram a conversa.

Eu estava caminhando com a pessoa com quem havia agora formado um vínculo mais forte, e começamos nossa própria conversa.

Perguntei-lhe sobre a língua que falavam, e se eles tinham relação com a antiga cultura suméria.
Ela comunicou que sua cultura tinha de fato sido muito ativa acompanhando aquela cultura.

Eles ajudaram a desenvolver a agricultura e reconstruir aspectos de sua civilização depois de um dos “eventos cataclísmicos menores” ocorrer.

Ela comunicou que a Terra tinha atravessado grandes ciclos de cataclismos que mudaram a sua inclinação, a sua posição orbital em relação ao Sol, e tinha deslocado sua crosta.
Além disso, ela informou que houve um número maior de eventos menores, que incluíram alguns impactos de asteroides e erupções de supervulcões.

Durante esses eventos cataclísmicos menores, sua civilização, bem como as civilizações subterrâneas não-humanas tinham ajudado a “raça mista” das pessoas na superfície.

Às vezes eles até mesmo ofereceram santuário [abrigo/proteção] em zonas subterrâneas seguras mais perto da superfície.

Eles sempre escolhiam quem eles salvariam entre as raças misturadas, e quais linhagens genéticas indesejadas pereceriam na superfície.

Certos grupos eram predispostos a estupro, sadismo, violência e crueldade, ao passo que outras áreas desenvolveram sociedades muito mais benevolentes, eles estavam inclinados a proteger os mais avançados espiritualmente.

Se não fizessem isso, estariam se expondo a grandes riscos, que não estavam preparados para enfrentar.

Este foi, obviamente, um assunto bastante controverso, mas, novamente, eu estava sob rígidas instruções de Gonzales para não julgar estas pessoas, independentemente do que eu visse ou ouvisse. 

Houve bastante desacordo que já havia sido compartilhado com ela, durante a experiência na caverna de cristal.

Ela comunicou que os “manipuladores genéticos ETs” seguiam as mesmas praticas, utilizando métodos diferentes.

Esta era uma maneira de todos estes grupos competirem entre si em algum tipo de conflito estratégico de longo prazo na superfície.Eu disse a ela que havia muitos mitos que pareciam corresponder um pouco com o que ela estava me contando.Tábuas sumérias antigas contam a história dos Anunnaki, que tinham criado a humanidade como uma raça de escravos.

Eu então disse a ela sobre como grande parte da população da superfície acredita agora que antigos ETs estiveram envolvidos em nosso desenvolvimento desde o início da nossa criação.
Expliquei como eu tinha me reunido com a Super Federação, onde vinte e dois programas genéticos competiam em manipular o desenvolvimento humano em termos genéticos, sociais e espirituais.

Ela sorriu, e comunicou que talvez a nossa próxima visita devesse ser na biblioteca.

Gonzales e sua acompanhante conversavam intensamente. Conforme nos viramos e caminhamos em direção a eles podíamos ouvir sons parecido com o de elefantes ao longe.Em seguida, ouvimos o som de um grande felino que parecia estar muito perto e era tão poderoso que senti as ondas de som no meu peito.

Gonzales e sua acompanhante olhavam em direção ao som. Eles olharam novamente ao mesmo tempo em que nos direcionamos para a entrada do jardim. Eles se viraram e foram na mesma direção.
Uma vez que estávamos todos na entrada, a sacerdotisa que tinha sido minha acompanhante afirmou que ia me levar para um último 'tour'.

Ela parecia saber que Gonzales tinha se programado para ir embora e perguntou se ele precisava de alguma coisa antes de partir. Gonzales afirmou que ele agradeceria uma carona de volta a base de operações em uma de suas naves.

Ele então disse que ele gostaria de falar comigo por um momento antes de partir.
Ambas as mulheres saíram pela porta, deixando Gonzales e eu sozinhos na área de entrada do jardim. Ele me perguntou se ficaria bem sozinho e se eu sabia onde iria em seguida, respondi que achava que ficaria bem e disse iriamos a biblioteca em seguida.

Ele ficou visivelmente decepcionado e disse que isso não ficaria bem no seu relatório ao Conselho da Aliança PES, pois preferiria visitar a biblioteca ao invés destes outros lugares.
E me disse para prestar atenção ao máximo e informá-lo no máximo em 24 h – enquanto a informação estaria fresca na minha mente.Ele disse que tinha que ir, e que me divertisse com a cerimônia de purificação. Ele tinha um sorriso enorme no rosto.Ele então disse, alto o bastante para todo mundo ouvir: “Vamos!”

Nos viramos e atravessamos a porta onde nossos acompanhantes aguardavam pacientemente.
Andamos por onde viemos e entramos na pequena sala da cúpula, ficamos de pé juntos no centro.
Após o flash de luz, fiquei sozinho com minha nova amiga.

Estávamos em um quarto de pedra branca polida, com uma haste dourada descendo do teto.
A haste tinha uma mão de ouro, segurando o que parecia ser uma bola de cristal.[David Wilcock informou-me que uma estrutura muito semelhante foi supostamente encontrada por exploradores submarinos ao largo da costa da Flórida, em torno de Bimini, como revelado por Charles Berlitz em "O Triângulo das Bermudas." Eu não tinha conhecimento dessa conexão antes.] Eu olhava para o estranho ornamento acima de nossas cabeças quando minha acompanhante colocou o seu braço dentro do meu. Ela me guiou pela primeira porta retangular que eu vi durante toda a visita.

Nós entramos em um quarto de pedra branca muito brilhante cheio de cadeiras.Havia pessoas sentadas nas cadeiras, recostadas e relaxando, segurando pingentes em suas mãos e olhando para imagens holográficas.

Ela comunicou que queria me mostrar algo que eu acharia interessante e um pouco familiar.
Atravessamos outra porta e descemos um nível de escadas.Entramos numa sala que era como a primeira, exceto que esta tinha estantes muito como as que você veria em uma biblioteca universitária.
Começamos a atravessar vários corredores, e eu vi tabuletas que eram obviamente muito antigas, de argila, assim como outras esculpidas em diferentes tipos de pedra, algumas das quais não pareciam naturais. Havia também livros unidos com o que parecia ser couro e materiais que eu não era capaz de identificar.

Nós então chegamos a uma área onde havia livros dos seculos 18 ao 21. pareciam livros que poderiam ter sido encomendados na Amazon.com e colocados nas prateleiras uma semana antes.
Ela estava de pé, e notei que ela estava muito curiosa em ver minha reação. Perguntei-lhe se eles tinham todos os livros da superfície. Ela disse que sim, mas não na forma física. Eles tinham livros físicos de alguns assuntos da superfície que estavam mais interessados em acompanhar.
Notei que entre esses títulos, havia livros em diferentes idiomas que lidavam com o tema de extraterrestres do passado.

Na Parte II, vamos relatar a conversa que tivemos sobre os textos acadiano e nossas várias traduções dos mesmos. Segundo eles, a mitologia atual que temos foi construída em torno de muitos erros de tradução.

Dito isto, esses grupos subterrâneas têm sido reconhecidamente enganadores para com civilizações passadas e atuais ao longo de muitos milhares de anos. Temos que nos lembrar disto ao processar as informações que eles estão nos passando.

Muito disto se conecta a um monte de diferentes informações que eu obtive através dos tabletes do PES e muito é informação bastante nova para mim.

Muitas dessas informações serão muito controversas pois violam crenças fortemente estabelecidas que se transformaram em religiões OVNI [UFO religions ] para muitas pessoas.
Este não foi um artigo fácil de escrever, estive tentado a deixar de fora muita informação, porque eu não quero ver mais nenhuma fragmentação entre o "movimento verdade" [“truther movement.”].

Depois de falar com várias pessoas que eu confio, decidi apresentar a informação como aconteceu.
Vou deixar que cada pessoa use seu próprio discernimento, bem como decidir se vão se ater a certas teologias ou manter uma mente aberta.

Quando eu estava penando para escrever este artigo, eu também escrevi outro artigo sobre como manter nossa esfera de realidade aberta. [ Ler a tradução aqui: 
http://contatoestelar.blogspot.com.br/2015/09/manter-sua-esfera-de-realidade-permeavel.html ]

Gonzales pediu que eu mantivesse os locais, nomes de grupos, títulos e nomes individuais fora deste relatório, o que fiz para não causar problemas diplomáticos com este novo Conselho, ou apagar quaisquer avanços obtidos com eles em nossa recente visita.

Na Parte II, também relatarei o término da minha visita com este grupo subterrâneo, bem como um encontro que tive com o Conselho da Aliança PES menos de vinte e quatro horas depois.
Não apenas uma revelação da reunião um dia antes, um balanço desta reunião, mas também uma partilha de informações recentes sobre desenvolvimentos com os grupos das alianças com base na Terra, assim como outras reuniões que ocorreram durante o tempo em que eu tive desentendimentos como o Conselho da Aliança PES.

Concluindo, eu quero salientar que, independentemente de você escolher acreditar que essas experiências que estou tendo são reais ou não, eu faço o meu melhor para compartilhar esta informação da forma mais sincera e responsável que puder.

Há uma realidade maior para o qual todos estes eventos nos direcionam. Se me permitem mencionar alguns dados de artigos recentes publicados por David Wilcock nestas minhas declarações finais, uma mudança energética profunda está definitivamente acontecendo em nosso sistema solar. Isto não é uma questão de conjecturas ou possibilidades, mas um fato científico documentado.

Sabemos de numerosos estudos da NASA que o Sol e todos os planetas estão passando por mudanças energéticas dramáticas - cada vez mais quente, mais brilhante e mais magnético.É tudo escrito como se fossem apenas mudanças locais de cada planeta, relacionado com a inclinação de seu eixo em relação ao sol - ou outros fatores aparentemente individuais e mundanos.Da mesma forma, cientistas como o Dr. John Hawks, antropólogo da Universidade de Wisconsin, revelaram que o nosso DNA está de fato passando por mudanças evolutivas muito rápidas.  Especificamente, Dr. Hawks revelou que todo o genoma humano é agora sete por cento diferente do que era há cinco mil anos.Isso vai muito para além do limiar fornecido por eventuais teorias evolucionistas atualmente aceitas. Então quando as pessoas dizem que não há “nenhuma prova” para o que eu apresento, eles estão sendo muito seletivos em vista de um vasto conjunto de dados que já foi montado e distribuído.

Alguns de vocês já assistiram Divulgação Cósmica, meu show com David Wilcock, e me comentaram que se sentem como se “algo grande está vindo por ai”, mas não sabe exatamente o que é.  David está preparando um artigo próprio que vai publicar logo este, tentando amarrar alguns dos tópicos apresentados.

Todas as evidências sugerem que estamos passando por uma profunda mudança evolutiva como sociedade e espécie. Isso vai nos apresentar uma visão muito mais ampla de “realidade” do que a que temos agora.

Conforme as cortinas caem e muitas verdades negativas vem à luz, também haverá uma grande quantidade de novas informações revelando que não estamos sozinhos - e dando-nos as ferramentas para alcançar as estrelas.

Agradeço por seu apoio e generosidade em nos ajudar a avançar em nosso objetivo comum em direção a uma sociedade pacífica, próspera e amorosa, não prejudicada pelas diferenças que ainda estão nos despedaçando.Eu nunca tentei forçar ninguém a ler estas publicações. Eu apenas apresento o que eu direta e pessoalmente vivi, e você decide se aceita ou não.Apesar deste próximo conjunto de informações ser controverso, o meu papel é o de passá-lo para você, como eu vejo - não tentar fazer julgamentos ou editá-lo, porque eu posso ter reservas pessoais. Em breve publicarei aparte 2 - e agradeço por fazer sua parte neste movimento para um futuro melhor e mais brilhante!

Pessoalmente estou profundamente muito aliviado de saber que existem forças benevolentes que estão aqui para garantir que seremos capazes de recuperar nossa soberania e liberdade.

Por favor, junte-se a nós em "Divulgação Cósmica" na Gaiam TV. Se você não é um membro ainda, você pode assistir 3 episódios gratuitamente, visitando www.BlueAvians.com. Se você decidir se inscrever pode fazê-lo através desse link. Eu recebo uma pequena compensação que vai me ajudar a continuar o meu trabalho.
_
Tradução, comentários [ ] e postagem de contato estelar.

Postagens anteriores diretamente relacionadas:

Resumo das traduções de contato estelar referentes aos assuntos revelados por Corey Good_GoodETxSG:

***