*Este blog não é canal oficial para nenhum grupo ou personalidade; não visa atrair nenhum indivíduo ou grupo para fazer parte de qualquer grupo. Liberdade, Soberania e Abundância ilimitada para todos. Confie na sua intuição e procure sempre a validação ou não das informações postadas aqui em outras fontes. Você é o único dono de sua Energia (corpo.mente.alma.emoções), da sua Vida e o único Senhor de Si Mesmo, com a bênção do seu Criador.*

sábado, 5 de dezembro de 2015

Marte & Colonias de Trabalho Escravo.

Sociedades Secretas Alemãs Atacaram Nuclearmente Nativos Marcianos e Construíram Colonias de Trabalho Escravo em Marte com a Ajuda de Corporações da Terra.

GERMAN SECRET SOCIETIES NUKED MARTIANS & BUILT SLAVE COLONIES WITH U.S. CORPORATIONS
Escrito por Dr. Michael Salla 27.11.2015
http://exopolitics.org/german-secret-societies-nuked-martians-built-slave-colonies-with-u-s-corporations/



Principais Corporações aeroespaciais dos EUA e internacionais ajudaram as sociedades secretas alemãs a construir grandes bases subterrâneas em Marte após os alemães destruírem centenas de milhares de marcianos natos com avançadas armas nucleares, de acordo com o informante / denunciante Corey Goode.
No mais recente episódio de Divulgação Cósmica com David Wilcock, Goode explica o desenvolvimento histórico das primeiras grandes colônias em marte que foram criadas por sociedades secretas alemãs na década de 1940. Goode diz que após as sociedades secretas alemãs alcançarem um acordo com as administrações Truman e Eisenhower, após o voo de 1952 sobre de Washington DC, os alemães engajaram o apoio das principais empresas aeroespaciais americanas para conduzir operações de mineração fora do planeta e para expandir sua posição estratégica em marte.
As principais empresas aeroespaciais, como a Lockheed Martin, Northrop Grumman, General Dynamics, e Boeing foram infiltradas por cientistas nazistas trazidos pela Operação 'Paperclip' de acordo com Goode. Essas empresas começaram a contribuir ativamente para as sociedades secretas alemãs construirem sua infraestrutura avançada para colônias em Marte.
Goode afirma que as empresas americanas foram informadas sobre as grandes jazidas de metais preciosos no cinturão de asteroides que poderiam minar depois de construírem naves espaciais avançadas para o programa espacial da sociedade secreta alemã. Ao mesmo tempo, os alemães e as corporações norte-americanas nas quais eles tinham se infiltrado, deram ajuda mínima para a Marinha dos EUA na construção de seu próprio programa espacial secreto.
Goode descreve três naves espaciais Vril baseadas na antiga tecnologia Vimana indiana entregues à Marinha dos Estados Unidos para engenharia reversa. Ele disse que enquanto a marinha trabalhava estas tecnologias mais antigas com engenharia reversa, os alemães avançavam mais com a cooperação de corporações internacionais e dos Estados Unidos na construção de naves espaciais muito mais avançadas com tecnologias que não foram compartilhadas com os militares dos EUA.
Corroboração para as alegações notáveis de Goode vem de um ex-agente da CIA entrevistado pela veterana ufóloga Linda Moulton Howe. De acordo com o denunciante, que usava o pseudônimo "Kewper" em várias entrevistas, ele viu duas naves alemães Vril sendo secretamente estudadas na altamente secreta localidade S-4 da área 51 em 1958.
Na Área 51, as duas primeiras naves que vimos pareciam quase idênticas. Elas eram menores, não tão grandes quanto uma na parte dos fundos da instalação. Col. Jim mencionou que as duas eram 'naves Vril'. Nós lhe perguntamos o que era "nave Vril". O coronel disse que era uma nave em forma de pires construída na Alemanha nos anos 1920 e 1930.
Além disso, as alegações de Goode de que as operações de mineração no espaço existem desde a década de 1950 e envolvem o trabalho escravo, são apoiadas por evidências circunstanciais convincentes. A 'British Interplanetary Society' realizou um seminário para os principais cientistas e futurólogos que discutiu o tema da remoção de um ditador brutal que maltrata seus trabalhadores em Marte.
Mais notável é um projeto de lei aprovado pelo Congresso dos EUA que fornece um texto que pode ser usado para proteger as empresas americanas envolvidas em mineração no espaço que podem ter suas operações sujeitas a supervisão governamental ou investigação internacional. O projeto de lei, “H.R.2262 – U.S. Commercial Space Launch Competitiveness Act” foi legalmente assinado pelo presidente Obama em 25 de novembro.
A nova lei estabelece jurisdição da Justiça Federal dos EUA para as operações de mineração no espaço de modo que estas estejam 'livresde interferências nocivas' [ “free from harmful interference” ] por parte dos Estados Unidos e órgãos reguladores internacionais. Sob a HR 2262, o Tribunal Penal Internacional seria essencialmente incapaz de processar as empresas dos EUA, por exemplo, por práticas de trabalho escravo no espaço visto que as empresas dos EUA poderiam pedir aos tribunais federais dos EUA proteção "contra interferências prejudiciais."
Goode, ainda falou sobre a falta de 'cérebros' nos anos 1950 e 1960, que, segundo ele, foi devido a muitos profissionais serem secretamente recrutado para viajar a Marte sob falsos pretextos de uma vida futurista. O pessoa recrutada era forçado a trabalhar em condições de trabalho escravo ao ser dito que a Terra tinha sofrido mudanças cataclísmicas.
[O/A cientista recebia uma proposta interessante e vantajosa mas ao chegar em Marte – ou outro local – a história era outra, e ele/a e sua família então percebiam, tarde demais, que tinham caído em uma armadilha. Nunca mais voltariam a Terra.]
Laura Madalena Eisenhower, bisneta do presidente Eisenhower, afirma que recebeu uma oferta semelhante, feita a ela e um amigo, Ki 'Lia. Ambos rejeitaram a oferta, apesar da grande pressão exercida sobre eles para aceitar.

Embora muitos aspectos da alegação de Goode foram revelados antes em entrevistas,relatórios e e-mails, e no livro  InsidersReveal Secret Space Programs & Extraterrestrial Alliances, o mais recente episódio de Divulgação Cósmica fornece detalhes adicionais e novas informações.
Goode revelou pela primeira vez que as sociedades secretas alemãs usaram armas nucleares em Marte, tanto para fins de escavação e como contra marcianos nativos encontrados sob a superfície. No episódio anterior de Divulgação Cósmica, ele descreveu duas espécies nativas de marcianos inteligentes, reptilianos e insectóides, que os alemães encontraram.
Goode disse que centenas de milhares de marcianos, nos vários locais descobertos pelos alemães, foram mortos em 'replays' de Nagasaki e Hiroshima. As armas nucleares eram altamente avançadas e não deixaram muito resíduo radioativo, de acordo com Goode.
Wilcock descreveu essas armas nucleares como de quinta geração, que são projetadas para emitirem pouca radioatividade. Isso as torna adequadas para escavar áreas subterrâneas ou destruir as bases inimigas, porque elas deixam os territórios utilizáveis para a construção de novas bases mais tarde.
Significativamente, Dr. John Brandenburg, que tem um Ph.D. em Física Teórica de Plasma [Theoretical Plasma Physics], afirma que imagens de satélite orbital da NASA confirmam a existênciade isótopos radioativos relacionadas com armas nucleares. Os dados da NASA sugerem detonações nucleares, tanto na superfície e como na atmosfera de Marte em algum momento.

Enquanto Brandenburg concluiu que as detonações nucleares foram provavelmente resultado de antiga guerra nuclear na superfície de Marte o relato de Goode sugere uma outra época, mais recente. Sociedades secretas alemãs usaram armas nucleares contra marcianos em guerras de conquista, e instrumentos científicos da NASA detectaram algum rescaldo da carnificina nuclear.
Embora haja falta de provas documentais para confirmar as alegações incríveis de Goode a respeito de seu serviço de 20 anos em programas espaciais secretos, e mais recentemente como um delegado para um grupo de extraterrestres de uma chamada Aliança das Esferas, há inúmeros denunciantes e provas circunstanciais (ver também aqui) que ajudam a corroborá-los.
Ele continua confiante de que suas revelações são um prelúdio para enormes derrames de documentos por parte uma aliança no programa espacial secreto, ao qual ele é ligado, que vai finalmente confirmar a verdade. Os dados disponíveis até o momento sugerem que as divulgações de Corey Goode são vitais para a compreensão da verdadeira história da humanidade como uma civilização com passagem para o espaço.
No mais recente episodio da série Divulgação Cósmica, Goode revela informações importantes sobre a formação de um programa espacial secreto por parte de corporações aeroespaciais lideres - americanas e internacionais. Essas corporações forneceram vital apoio logístico e de pessoal para as sociedades secretas alemãs que estavam travando uma guerra nuclear tática contra a população local, a fim de estabelecer colônias de trabalho escravo em Marte que seriam operadas pelas corporações.
© Michael E. Salla, Ph.D. Avisode direitos Autorais
***
Tradução & postagem de contato estelar